Pesquisas de opinião realizadas no Brasil já haviam identificado uma percepção negativa dos brasileiros sobre a atuação do Governo Federal no enfrentamento da crise provocada pelo Convid-19. Novas sondagens mostram agora que o país tem a pior avaliação em um grupo de 53 nações incluídas em um levantamento feito entre 20 de abril e 3 deste mês.

A pesquisa “Índice de Percepção da Democracia 2020”, realizada pelo instituto Dalia Research, com sede em Berlim, mostra que 34% dos brasileiros consideram “muito boa” a atuação do país no enfrentamento de crise da Covid. O percentual, no entanto, é o mais baixo identificado entre os 53 países da pesquisa. O ranking é liderado por Vietnã (95%), China (95%) e Malásia (89%), países considerados não-livres ou parcialmente livres, pelo instituto.

Ao excluirmos esses países, a lista passa a ser liderada por Grécia (89%), seguida por Irlanda e Taiwan, ambos com 87% de avaliação positiva.

Como esperado, entre os países da América Latina incluídos no estudo, o Brasil apresenta o mais baixo percentual de avaliação positiva da população sobre como o governo tem enfrentado a crise da Covid. O país com percentual mais próximo do Brasil é o Chile, com 39%. Na América Latina, a Argentina lidera a lista com o maior percentual de avaliação positiva: 84%.

A pesquisa da Dalia Research foi feita pela internet com 124 mil pessoas nos 53 países. Segundo o instituto, todas as amostras são representativas para idade, sexo e educação da população dos países. No Brasil, foram realizadas 3.032 entrevistas. A margem de erro é de 3,25%.