Durante as eleições deste ano, teremos uma enxurrada de dados sobre mídias sociais. Elas têm sido apontadas como um elemento estratégico importante nas disputas. Não porque são capazes de fazer um candidato vencer uma eleição, mas porque conseguem mobilizar um contingente de eleitores, os cabos eleitorais digitais. São eles que cumprirão o papel de conquistar novos apoios fora das redes.

Esta semana fiz uma teste com o Google Data Studio. Montei uma dashboard com os dados dos pré-candidatos a prefeito de São Paulo, considerando o desempenho das páginas no Facebook de noves deles. A ideia era não só testar a ferramenta, mas ter uma visão geral do desempenho dos pré-candidatos. Para ter acesso à análise completa, clique na imagem que ela te levará para o painel.

Dou apenas uma pista. Boulos (PSOL), Joice Hasselmann e Mamaefalei (Arthur Modelo do Val) apresentam um desempenho muito superior aos demais candidatos. Mas chama atenção em especial a página de Boulos. Ele tem um número total menor de seguidores no Face, quando comparado a Mamaefalei e Joice, mas é quem mais consegue compartilhamentos na rede. Ou seja, seu aproveitamento tem sido melhor que os demais pré-candidatos.